Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/11/17 às 19h35 - Atualizado em 17/11/17 às 19h42

Alunos do Riacho Fundo II recebem embaixadora da Nicarágua


A visita, que ocorreu nesta sexta-feira (17), faz parte do programa Embaixadas de Portas Abertas

LARISSA SARMENTO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Alunos do Centro de Ensino Fundamental 2 do Riacho Fundo II receberam a embaixadora da Nicarágua, Lorena Martínez, nesta sexta-feira (17).

 Os alunos do Centro de Ensino Fundamental 2 do Riacho Fundo II com a embaixadora Nicarágua, Lorena Martínez. Foto: Andre Borges/Agência Brasília 

Com danças típicas brasileiras, as crianças retribuíram a acolhida que receberam na embaixada. Em 21 de setembro, eles conheceram um pouco da cultura do país na sede do governo da Nicarágua no Brasil.

O intercâmbio faz parte do projeto Embaixadas de Portas Abertas, que estimula a troca cultural entre estudantes da rede pública de ensino de Brasília, com idades de 9 a 11 anos, e as representações de outros países no Brasil.

O aluno do 8º ano Lucas Gabriel Duarte, de 14 anos, criou a apresentação para a embaixadora com ritmos como forró, carimbó, axé e samba. Ele diz ter feito uma pesquisa para representar o Brasil da melhor forma.

“Fizemos uma coreografia com danças típicas brasileiras para mostrar um pouco da nossa cultura e englobamos também esportes brasileiros, como a capoeira e o futebol”, disse Lucas.

“A visita nos motivou a estudar e saber mais sobre outros lugares”, comentou Amanda Hellen Santos, de 12 anos, aluna do 6º ano. Ela conta que também se divertiu ao pesquisar e mostrar o que o Brasil oferece.

A vice-diretora da escola, Cláudia Cristina Soalheiro, conta que, depois da visita dos alunos à embaixada, eles ficaram muito animados, pois tiveram a possibilidade de ter contato com outra cultura.

“Eles ficaram tão interessados que se inscreveram no CIL [centro interescolar de língua] para aprender o espanhol. Antes, só procuravam as aulas de inglês.”

Alunos apresentaram danças típicas e lutas como a capoeira à embaixadora da Nicarágua, Lorena Martínez. Foto: Andre Borges/Agência Brasília 

Para a embaixadora, Lorena Martínez, a visita foi muito proveitosa. A diplomata diz ter sido recebida de braços abertos pelos alunos e até ensaiou uns passinhos de samba com eles.

“Acho que eles estão enriquecendo seu aprendizado, pesquisando mais, descobrindo que temos muitas coisas parecidas, como a música e a culinária.”

A diplomata conheceu as dependências da unidade de ensino e ganhou um uniforme da escola como lembrança do encontro.

Embaixadas de Portas Abertas

O Embaixadas de Portas Abertas foi iniciado como piloto em 2015 e instituído oficialmente em 9 de agosto deste ano. O programa tem como objetivo aproximar os estudantes da rede pública da carreira diplomática e apresentar a eles os costumes de outras partes do mundo.

As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

A iniciativa, idealizada pela colaboradora do governo Márcia Rollemberg, é uma parceria da Secretaria de Educação, da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas — e da Assessoria Internacional do governo do DF.

Embaixadas interessadas em participar podem enviar e-mail para assessoria.internacional@buriti.df.gov.br

Onde fica a Nicarágua

Com 6 milhões de habitantes, a Nicarágua, ou República da Nicarágua, é um país da América Central com fronteiras terrestre com Honduras e Costa Rica, e marítima com Colômbia e El Salvador.

A agricultura é a mais importante fonte de receita do país. Os principais produtos são: café, algodão, banana, cana-de-açúcar, milho, laranja, abacaxi, arroz, mandioca, sorgo e feijão.

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br