Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/02/14 às 21h01 - Atualizado em 27/02/14 às 18h13

Brasília avança para sediar o Fórum Mundial da Água


Evento discute aproveitamento dos recursos hídricos do Planeta

FotoForumAgua


BRASÍLIA (19/2/14) – Mais um passo na candidatura de Brasília como sede do 8º Fórum Mundial da Água, em 2018, foi dado hoje, durante reunião na Residência Oficial de Águas Claras entre embaixadores e representantes dos Estados Unidos, México, Turquia, Tunísia, Catar e China, com autoridades dos governos distrital e federal.


A ideia do encontro foi reforçar com os representantes a candidatura da capital federal, para que eles mostrem aos delegados de seus países, integrantes do Conselho Mundial da Água, as vantagens de Brasília como sede, uma vez que o Brasil possui 12% de toda a água doce do mundo.

“Esse evento terá um poder transformador nas políticas públicas de recursos hídricos no Brasil, e isso beneficiará o mundo inteiro. Por isso, é importante debater com profundida a gestão dos recursos hídricos aqui”, enfatizou o governador Agnelo Queiroz.

 

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, também presente na reunião, lembrou que a gestão das águas está diretamente ligada à segurança alimentar, desenvolvimento humano, econômico e qualidade de vida.

 

“O governador e a ministra demostraram que os governos distrital e federal estão unidos nessa empreitada e que Brasília está pronta para sediar o maior evento do mundo relacionado às águas”, ressaltou o secretário-chefe da Assessoria Internacional do DF, Odilon Frazão.

 

O evento, que tem como principal objetivo encontrar soluções para o aproveitamento racional e sustentável da água no planeta, é realizado a cada três anos. A última edição, em 2012, em Marshelha, na França, reuniu 35 mil pessoas de 147 países.

 

CANDIDATURA – Brasília representa o Brasil e compete com a Dinamarca. A decisão sobre o local escolhido sairá em março deste ano. A posição geográfica da capital federal, os investimentos em mobilidade urbana e os eventos internacionais previstos também foram diferenciais apresentados aos representantes de outros países.

 

“Somos um forte candidato. Essa seria a primeira vez do Fórum no Hemisfério Sul, e a oportunidade perfeita para trazer até nós uma discussão tão importante como a utilização racional e permanente das águas. Somente a América Latina tem 26% da água potável do mundo”, informou o diretor-presidente da Agência Reguladora de Águas do DF (Adasa), Vinícius Benevides.

 

A sétima edição está prevista para 2015 na Cidade de Daegu, na Coréia do Sul, com a presença de pesquisadores, docentes, especialistas, governantes e autoridades.

 

(Agência Brasília)

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br