Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/04/16 às 13h49 - Atualizado em 22/04/16 às 15h13

Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses) dará maior projeção internacional ao Bioma Cerrado.

Assessoria Internacional visita as instalações do Centro na Estação Ecológica do Jardim Botânico, para discutir possíveis parcerias internacionais de promoção do Bioma Cerrado.


noticia cerratenses


O Centro de Excelência do Cerrado da Estação Ecológica do Jardim Botânico de Brasília (Cerratenses) recebeu, no dia 1º de abril, a visita da equipe da Assessoria Internacional do Governo do Distrito Federal. Na visita, foram discutidas possiblidades de parcerias internacionais para promoção do Bioma Cerrado no plano internacional. O Distrito Federal, por ser beneficiário da presença de inúmeras áreas de proteção ambiental, apresenta aspectos que poderiam caracterizá-lo como modelo internacional de compartilhamento e de difusão de experiências destinadas à conservação do Cerrado.

O Cerratenses desenvolve ações de conservação, restauração e uso sustentável do bioma e atua em projetos como o de Revitalização da Esfera do Cerrado, que inclui três fases e que tem como parceiros do Distrito Federal e os Estados de Goiás, Tocantins, Maranhão e Piauí. A primeira fase engloba a Estação Ecológica do Jardim Botânico, a Estação das Águas Emendadas e o Parque Nacional. A segunda fase refere-se à Chapada dos Veadeiros e, a terceira concerne Tocantins e Piauí.

Considerando o título recebido pela UNESCO, em 1993, de Reserva da Biosfera do Cerrado, o Cerratenses tem como proposta ser a sede do Conselho da Biosfera do Cerrado, entidade cujas responsabilidades referem-se ao monitoramento dos projetos sobre a biosfera e às articulações e parcerias necessárias para conservação do Cerrado, reafirmação do título UNESCO e promoção para reconhecimento internacional da Reserva do Bioma.

Entre as ações da Assessoria Internacional de apoio ao Centro, está a articulação de ações junto a outros países de referência internacional em reserva da Biosfera: África do Sul, Argentina, Coreia do Sul, China, Espanha, França e México.

No contexto dos preparativos ao 8º Fórum Mundial das Águas, que se realizará em Brasília, em 2018, a visita estendeu-se ao Centro Internacional de Referência Internacional em Água e Transdisciplinaridade (CIRAT), que compartilha o mesmo espaço físico do Cerratenses, na Estação Ecológica do Jardim Botânico. A Assessoria Internacional apoia junto ao Ministério das Relações Exteriores a proposta de qualificar o CIRAT como Centro Categoria 2, sob os auspícios da UNESCO.

O CIRAT e o Cerratenses são exemplos de iniciativas e boas práticas que projetam imagem positiva do Distrito Federal no mundo, na dimensão de “Brasília – Cidade Sustentável”.

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br