Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/05/16 às 19h05 - Atualizado em 6/06/16 às 22h35

Governo de Brasília ganha placa em homenagem a Luiz Cruls

Engenheiro belga chefiou expedição para definir território da nova capital do País. Presente foi dado a Rollemberg em solenidade no Palácio do Buriti

Jade Abreu, da Agência Brasília


 

cruls foto um

O governo de Brasília recebeu nesta terça-feira (17) uma placa de bronze em homenagem a Luiz Cruls, engenheiro e astrônomo belga que, em 1892, chefiou expedição para desbravar o Planalto Central brasileiro em busca de uma nova sede para a capital do País. O presente foi dado pela Embaixada da Bélgica, durante solenidade no Palácio do Buriti.

O governador Rodrigo Rollemberg ressaltou a importância do homenageado para a história brasiliense. “Cruls teve uma perspicácia muito grande. Estamos no berço de águas”, afirmou o chefe do Executivo local, em referência a bacias hidrográficas da região, como a do Paraná, com nascente no Distrito Federal. Ele acrescentou que características locais como clima e relevo contribuíram para a criação da cidade.

“Brasília deve a sua existência à vida de Cruls”, resumiu o secretário de Cultura, Guilherme Reis, também durante o evento. Para o embaixador da Bélgica, Jozef Smets, é importante a relação do país europeu com a capital brasileira. “Esta é uma cidade multicultural que recebe muitos representantes diplomáticos.”

O prefeito de Diest — cidade onde Cruls nasceu—, Jan Laurys, afirmou que o município belga é pequeno (tem 58,2 quilômetros quadrados) e que o trabalho do engenheiro é uma honra para a população local. “Lá, todos conhecem Luiz Cruls e sua importância para Brasília e, agora, aqui também conhecerão um pouco de Diest.” O governo de Brasília ainda vai decidir onde a placa ficará exposta para ser vista pelo público.

Compareceram à cerimônia o representante do Ministério das Relações Exteriores Carlos Perez; o artista plástico que criou a placa, Luc de Blick; o presidente do Centro Cultural Memorial Cruls, Pedro Jorge de Castro; a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, esposa do governador; o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio; os secretários da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar, e da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal; o administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco; e o deputado federal Augusto de Carvalho (SD); entre outras autoridades.

Histórico

Em 1874, aos 26 anos de idade, Louis Ferdinand Cruls veio para o Brasil por curiosidade e aventura. No país tropical, ele se naturalizou e alterou o próprio nome para Luiz Cruls. O belga foi responsável por comandar a expedição que ficou conhecida como Missão Cruls, na qual buscava explorar o território nacional para transferir a capital do litoral para o centro, como estava na Constituição de 1891.

Na primeira Carta Magna do Brasil como república, estava demarcada uma área de 14,4 mil quilômetros quadrados para a nova capital. Cruls foi quem definiu que o DF seria um quadrilátero e que teria cerca de 160 por 90 quilômetros. A divisão da época incluía municípios do entorno como Luziânia. O atual território do Distrito Federal tem cerca 5,7 mil quilômetros quadrados.

A expedição com 23 membros começou em Pirenópolis e seguiu até Formosa, onde os exploradores analisaram a flora e a fauna do Planalto Central.


Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br