Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/07/16 às 18h55 - Atualizado em 7/07/16 às 20h45

Princesa da Bélgica visita projeto social em São Sebastião

Grupo aprende balé clássico e dança contemporânea em projeto apoiado pela Secretaria de Cultura

Jade Abreu, da Agência Brasília


 

belgica princesa destaque inicio

Setenta meninas de 9 a 18 anos que participam do projeto Garatuja, em São Sebastião, tiveram uma tarde diferente nesta quarta-feira (6). Formado por alunas da professora belga Dorka Hepp de balé clássico e de dança contemporânea, o grupo se apresentou para a princesa da Bélgica, Maria Esmeralda Adelaida Liliana Ana Leopoldina, e para a colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg. Ansiosas com a presença da figura real, perguntaram para a professora se ela chegaria em uma carruagem.

“A dança é uma maneira de melhorar a confiança e também a comunicação. É muito importante que existam projetos como este”, disse a princesa após assistir a coreografia. A anfitriã e esposa do governador, Márcia, explicou que esse é um “trabalho que desenvolve a formação artística e cultural da população”. O projeto da Associação Assistência, Cultura e Educação Humana tem apoio da Secretaria de Cultura do DF e de voluntários da cidade.

Projeto Garatuja

Além das aulas de dança, o projeto Garatuja estimula as alunas a permanecer na escola e a ter notas acima da média do que é exigido no centro de ensino em que estão matriculadas. Também é oferecido reforço escolar para as que precisarem de acompanhamento nos estudos. As atividades são totalmente gratuitas. Todas as alunas são moradoras de São Sebastião.

Rayssa Silva, de 11 anos, frequenta as aulas de dança contemporânea desde 2015 e, neste ano, resolveu aprender também o balé clássico. “Minhas notas também melhoraram. Tive apoio da monitoria para estudar”, conta. Colega de Rayssa, Amanda Silva Santana, de 18 anos, começou aos 10 anos e pretende trabalhar com cultura e arte. Para ela, a dança melhorou a concentração e a disciplina em atividades escolares.

A professora Dorka Hepp afirma que uma das propostas da associação é apresentar eventos teatrais e culturais a crianças que vivem em comunidades com vulnerabilidade social, como São Sebastião. “Levamos a dança, mas a consequência é muito maior. Incentivamos o estudo e a disciplina e reforçamos a importância da pontualidade”, pontua.

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br