Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/04/14 às 16h24 - Atualizado em 15/05/14 às 18h07

Selecionados para o BSF visitam Hospital da Criança

Em maio, conhecerão o Estádio Mané Garrinha e a “Fábrica Social”

FotoBSFhospital

Estudantes dos Centros Interescolares de Línguas (CILs) selecionados para participar do programa “Brasília sem Fronteiras” visitaram, na tarde desta sexta-feira (25), o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). A iniciativa faz parte do curso preparatório para imersão internacional e tem como objetivo apresentar as boas práticas do GDF aos selecionados do programa.

“Esta visita tem três objetivos: mostrar que é possível a sociedade civil trabalhar de mãos dadas com o Estado e gerar resultados positivos para todos; contribuir para a autoestima desses jovens e ver que Brasília pode produzir um centro de referência como este; e ampliar a consciência de cidadãos e incentivar o voluntariado”, explicou o secretário de Assuntos Internacionais e coordenador do programa gestor “Brasília sem Fronteiras”, Odilon Frazão.

Os 39 selecionados foram recebidos pela supervisora de eventos do HCB, Kellen Amorim, que apresentou o hospital por meio de uma breve palestra e de um vídeo que mostrou a estrutura e o trabalho da unidade. Posteriormente, os jovens, divididos em dois grupos, percorreram o hospital e foram levados, inclusive, à área onde está sendo construída a ampliação do centro.

O estudante Márcio José Lopes da Cunha, de 17 anos, participou da visita e disse que a proposta é interessante, pois foi uma oportunidade de conhecer um projeto tão grandioso. “Só via em propagandas. Conhecendo, achei legal”, completou. Por meio do “Brasília sem Fronteiras”, Márcio sairá do país pela primeira vez. “É uma oportunidade de conhecer outra cultura, outras pessoas, além de enriquecer meu currículo”, disse o agora estudante de engenharia mecatrônica da Universidade de Brasília (UnB).

Quem também vai embarcar para o Arizona, nos Estados Unidos, ao lado de Márcio e de outros 37 jovens é Angélica Duarte, 17 anos. “Estou estudando para passar no vestibular para medicina. Então, esse intercâmbio é enriquecedor para a profissão que pretendo seguir”, disse a adolescente.

Os jovens também visitarão, no dia 15 de maio, o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, onde serão recebidos com um café da manhã, e a “Fábrica Social”.

A VIAGEM – Os estudantes passarão quatro semanas na cidade de Phoenix, no estado do Arizona, onde estudarão na Universidade do Estado, a maior instituição de ensino superior pública dos Estados Unidos. Ainda dentro do programa, os jovens ficarão três dias na Califórnia, onde visitarão empresas de alta tecnologia no Vale do Silício. Quatro professores, convidados pelo programa, irão acompanhar os estudantes nesse período.

“A viagem é inteiramente custeada pelo GDF, desde a emissão de passaporte até despesas extras na viagem”, observa o secretário de Assuntos Internacionais, Odilon Frazão, frisando que o investimento em educação deve ser prioridade. Além do âmbito educacional, o programa tem por objetivo aumentar a empregabilidade dos participantes, com aspectos de liderança, empreendedorismo e engajamento social.

O PROGRAMA – O “Brasília sem Fronteiras” foi lançado em 2013 pelo GDF para garantir altos níveis de excelência em educação por meio de intercâmbio internacional e imersão cultural. A iniciativa proporciona bolsas de estudo nos Estados Unidos e na Europa, em instituições de educação de referência mundial, para estudantes dos Centros Interescolares de Línguas (CILs), servidores do GDF e, agora, para universitários.

Para participar, é preciso fazer a inscrição quando lançado o edital e passar por um processo seletivo que consiste basicamente em uma prova com conteúdo em línguas estrangeira e portuguesa, matemática, história e conhecimentos gerais.

EDITAL – Os interessados em participar da edição do “Brasília Sem Fronteiras 2014” têm até 4 de maio para se inscreverem. A novidade é que, este ano, além de estudantes dos CILs e servidores do GDF, também poderão se candidatar universitários de instituições públicas ou privadas. A prova será em 18 de maio, coordenada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Serão oferecidas 950 vagas – 75 para universitários, 75 para servidores e 800 para alunos dos CILs. As opções de cursos de imersão são nos EUA, Espanha, França, Áustria e Nova Zelândia. As inscrições podem ser feitas pelo site www.internacional.df.gov.br.

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br