Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/10/21 às 17h43 - Atualizado em 3/11/21 às 17h46

Brasília será a Capital Ibero-americana das Culturas em 2022

Brasília ocupará o posto de Capital Ibero-americana das Culturas em 2022, graças a articulação do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do Escritório de Assuntos Internacionais (EAI) e da Secretaria de Economia Criativa (SECEC), O título é concedido pela União das Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI), e leva em conta a capacidade da capital federal de promover uma programação com forte conteúdo e diversidade cultural, bem como de executar uma estratégia de longo prazo em prol do desenvolvimento sustentável local.

 

O prêmio é atribuído anualmente a uma das 29 cidades que compõem a UCCI. As capitais que o recebem devem promover a diversidade cultural ibero-americana, o diálogo intercultural e o entendimento mútuo entre a cidadania ibero-americana e sua abertura ao mundo. Antes de Brasília, o Rio de Janeiro havia sido a única cidade brasileira a receber o título, no ano 2000.

Para formular, planejar, coordenar e executar as atividades propostas no âmbito do projeto “Brasília — Capital Ibero-americana das Culturas de 2022”, um Comitê Curatorial foi instituído na última segunda-feira (25) pelo governador do DF, Ibaneis Rocha. O Comitê terá como coordenador o titular da SECEC, Bartolomeu Rodrigues.

 

O Comitê também é composto pelo gabinete do governador do Distrito Federal, representado pelo seu Escritório de Assuntos Internacionais, pelas secretarias da Juventude (SEJUV), de Comunicação (SECOM), de Educação (SEE), do Meio Ambiente (SEMA), e de Justiça e Cidadania (SEJUS). A Organização dos Estados Ibero-americanos – OEI e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, por meio da Superintendência no Distrito Federal, poderão ser convidados a participar das reuniões do Comitê.

 

Para a chefe do EAI, Renata Zuquim, o reconhecimento vai contribuir para o desenvolvimento de Brasília como cidade internacional. “Nossa capital é naturalmente uma cidade multicultural, tanto quando pensamos na diversidade de cultura brasileira que encontramos aqui, com pessoas vindas de toda parte do país, como quando falamos sobre cultura internacional. São mais de 130 representações diplomáticas em solo brasiliense”, afirma.

 

“Por meio do título de Capital Ibero-americana das Culturas, poderemos promover nossa cidade no âmbito internacional em um patamar mais elevado, além de enriquecer a experiência cultural dos brasilienses. Lembrando que 2022 também é o ano em que o Brasil comemora seus 200 anos de independência. Acreditamos que esse será o momento ideal para o impulsionamento econômico-cultural de Brasília”, continua Zuquim.

 

O titular da SECEC, Bartolomeu Rodrigues, considera que o título de Capital Ibero-americana das Culturas chega em um momento importante. “Estamos retomando as atividades que irão impulsionar a economia criativa. Todo o GDF terá a missão de mostrar ao mundo a importância do Distrito Federal no cenário cultural. É quando praticamente todos os segmentos estarão trabalhando projetos e revelando a capacidade de recuperação de um segmento que foi duramente atingido pela pandemia. Faremos com que Brasília seja merecedora desse prêmio”, reforça.

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br